Ser uma Bruxa é ter a Força dos Céus e das Trevas A Luz do Sol O Brilho da Lua O Resplendor do Fogo A Presteza do Vento A Profundidade do Mar A Estabilidade da Terra e a Firmeza de uma Rocha.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

)O( MINHA LUXÚRIA. )O(

ELA ASCENDEU DOS ABISMOS TREVOSOS.
COM SUAS ASAS DE NEGRAS PLUMAS.
GARRAS IMPONENTES E PRESAS IMPIEDOSAS.
E ELA TROUXE CONSIGO A CHAMA DA LABAREDA ETERNA.
A LASCÍVIA EM SEUS SEIOS.
O PARAÍSO ENTRE SUAS PERNAS.
E O COSMO EM SEU ÚTERO.
SUA LÍNGUA SIBILANTE.
ENTOAVA CÂNTICOS DE LOUVOR A MIM.
E EU ESCRAVO DE SUA LUXÚRIA.
ENTREGUEI-ME AOS MEUS PRÓPRIOS DESEJOS.
DE COMPLETA OBSCENIDADE.
SUFOQUEI-ME EM SEU PODER.
EMBRIAGUEI-ME COM SEU NÉCTAR.
SENTI MINHA VIDA ESVAINDO-SE EM SEUS BRAÇOS.
E SE ETERNIZANDO EM SUAS ARTÉRIAS.
MINHAS ÓRBITAS TRANSTORNADAS.
O PULSAR DE MEU CORAÇÃO DESCOMPASSADO.
MEU CORPO ENFRAQUECIDO E TRÊMULO.
BEIRANDO A TOTAL INCONSCIÊNCIA.
E PERECENDO EM SEU BEIJO MORTAL.
ENQUANTO MEUS DEDOS DESLIZAVAM.
POR SEUS ONDULADOS CABELOS.
DE UM NEGRO QUASE AZULADO.
TAMANHO EXTASÊ SENTI.
NAQUELE CORPO DE PROEMINÊNCIAS GRITANTES.
FAÇA-ME SEU!.
DEIXE-ME SEPULTAR EM SEU COLO.
NAUM QUERO MAIS ACORDAR.
DEIXE-ME SORVER A VIDA QUE EXISTE EM TI.
EMBALAR-ME NESSA DOCE LOUCURA.
PERMITIR-ME MORRER EM DELÍRIOS.
E DESSE SONHO DE ETERNA TORTURA JAMAIS DESPERTAR.

)O( Lilith, a Lua Negra. )O( ...

Um comentário:

Levoust Leandro disse...

Simplesmente o-adorei! Poema muito lindo, pena que eu nunca senti isso, seria de tamanha perfeição quanto o poema.

 
©2007 '' Por Elke di Barros
Acessos: